Candidatos investem em propaganda impressa, que vai direto para o lixo

Reportagens recentes mostram que os candidatos às próximas eleições no Brasil e no Espírito Santo gastaram até seis vezes mais em propaganda impressa do que em material digital, distribuído nas redes sociais.

Um exemplo pôde ser registrado na porta de uma escola estadual, na Serra, esta semana. Cabos eleitorais distribuíam panfletos, folderes e santinhos de candidatos a deputado estadual e federal.

Os papéis, coloridos e cheios de números percorriam um caminho simples: das mãos dos cabos eleitorais para as mãos dos alunos, professores e servidores e, delas, para o cesto de lixo no pátio da escola.

Da gráfica para o lixo

Ninguém, nem aluno nem professor, passou os olhos no material. As propostas ali contidas foram solenemente ignoradas, jogando recursos públicos do Fundo Partidário/Eleitoral na lixeira.

Para a aluna Maria Isabel, de 17 anos, que vai votar pela primeira vez no dia 2 de outubro, o material não é atraente, as propostas parecem todas iguais e um simples pedaço de papel não vai convencer ninguém a votar.

“Eu não sei em quem votar. Mas esses papeis não ajudam em nada. Só ajudam a sujar a cidade e a escola”, reclama.

Para a professora Aildes Soares, os candidatos estão apostando em uma mídia que não toca a consciência das pessoas, alimentando gráficas, destruindo a natureza e chateando o cidadão.

“Ninguém lê. O que está ali parece ser tudo igual. Não gera engajamento e isso leva ao descrédito. Isso é grave porque estamos falando do nosso futuro”, afirma a professora do Ensino Médio.

Gastos

Os candidatos que disputam algum posto nas Eleições 2022 já gastaram mais de R$ 4 milhões em propaganda impressa, seja com santinhos, cartazes ou na fabricação de adesivos.  Paralelamente, os gastos com impulsionamento de conteúdo nas redes sociais ficaram em R$ 668 mil.

Os dados são referentes às despesas declaradas pelos candidatos e partidos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e compilados no dia 9 de setembro. Essas informações são atualizadas constantemente e devem mudar até o final da campanha.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  •  

    Editor:  MTB 735
    Contato: jornalismo@rededenoticias.net.br

  • ×