Em estado precário, animais resgatados por CPI são internados em hospital veterinário

Cinco dos 53 cães resgatados em situação de maus-tratos, em Aracruz, na semana passada, foram levados nesta segunda-feira (19), de forma emergencial, para  um hospital veterinário localizado no município da Serra.

Depois de verificar a situação dos animais, principalmente dos que se encontravam em piores condições de saúde, a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos Maus-tratos Animais intermediou com a prefeitura de Aracruz a retirada de cinco cães, que estavam em um abrigo inadequado, para tratamento em um hospital veterinário localizado no município da Serra.

“Nós também cobramos mais empenho do município para localizar os outros quatro animais que fugiram durante o fim de semana”, destacou a presidente da CPI, deputada Janete de Sá.

Animais resgatados

Os 53 cachorros foram resgatados no distrito de Guaraná, em Aracruz, na residência de uma aposentada de 56 anos que foi presa pelo crime de maus-tratos aos animais.

O resgate foi feito pela prefeitura de Aracruz depois de receber diversas denúncias. Os cães, além de apresentarem indícios de maus-tratos, estavam infectados com o vírus da cinomose, doença altamente letal e contagiosa aos animais.

“Quando todos os animais estiverem sadios, serão castrados e chipados para somente então serem encaminhados para adoção responsável”, destacou ainda a deputada Janete de Sá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  •  

    Editor:  MTB 735
    Contato: jornalismo@rededenoticias.net.br

  • ×