Festival de notas falsas no ES: criminosos presos no Sul e Norte do Estado

Policias Federais da Delegacia de Cachoeiro de Itapemirim e São Mateus prenderam em flagrante, nesta sexta-feira (16/09), dois homens acusados de receber  encomendas que continham cédulas falsas.

Em Cachoeiro a ação se iniciou após a Área de Segurança dos Correios informar à PF que haveria uma encomenda suspeita, com indicativos de material irregular.

Os policiais acompanharam o momento em que o homem recebia a encomenda em sua residência e procederam sua prisão em flagrante após a constatação de que no interior do pacote havia R$ 1.000,00 em cédulas falsas, todas de 50 reais.

Aos policiais ele disse que, apesar de ter recebido a encomenda, não seria o responsável pelo conteúdo da mesma.

Notas falsas apreendidas

Chamou a atenção dos policiais o fato do homem estar cumprindo pena em regime aberto por tráfico de drogas.

Ele foi levado para a Delegacia da Polícia Federal para formalização do auto de prisão em flagrante e conduzido para o Centro de Detenção Temporária da cidade, onde ficará à disposição da Justiça.

Moeda Falsa

O preso responderá pelo crime de Moeda Falsa previsto no artigo 289, §1º, do Código Penal, cuja pena varia de 03 (três) a 12 (doze) anos de reclusão.

Art. 289 – Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro:

Pena – reclusão, de três a doze anos, e multa.

Delitos dessa natureza são considerados de grave potencial ofensivo pela Lei, especialmente porque atentam contra a fé pública.

Agora as investigações prosseguem buscando mais provas, bem como determinar o envolvimento de mais pessoas na confecção criminosa das cédulas.

A Polícia Federal trabalha em parceria permanente com a área de segurança dos Correios e está atenta ao uso ilegal de seus serviços para o cometimento de crimes.

Vila Valério

Policias Federais prenderam em flagrante, um homem de 27 anos que recebia uma encomenda que continha cédulas falsas em uma agência dos Correios na cidade de Vila Valério.

A ação se iniciou após a Área de Segurança dos Correios informar à PF que haveria uma encomenda suspeita, com indicativos de material irregular.

Os policiais então acompanharam o momento em que o homem recebia a encomenda e procederam sua prisão em flagrante após a constatação de que no interior do pacote havia R$ 3.0000,00 em cédulas falsas.

Quando de sua abordagem, o homem se identificou com documentos falsos.

O suspeito foi levado para a Delegacia da Polícia Federal para formalização do auto de prisão em flagrante dos dois delitos e conduzido para o Centro de Detenção Temporária de São Mateus, onde ficará à disposição da Justiça.

Superintendência da Polícia Federal no Espírito Santo

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  •  

    Editor:  MTB 735
    Contato: jornalismo@rededenoticias.net.br

  • ×