Sábado, 20 de Abril de 2024
°C °C

Prefeito capixaba despeja vereadores e pode sofrer impeachment

Prédio da Câmara Municipal funciona nas dependências da prefeitura há mais de 30 anos

19/02/2024 às 15h55 Atualizada em 19/02/2024 às 20h04
Por: Redação
Compartilhe:
Foto Internet - Sede da prefeitura e da Câmara funcionam no mesmo prédio
Foto Internet - Sede da prefeitura e da Câmara funcionam no mesmo prédio

Os vereadores de Jerônimo Monteiro,  cidade do Sul do Espírito Santo,  têm menos de um mês  para deixar o prédio da Câmara Municipal e buscar outras instalações para realizar suas sessões ordinárias.

A determinação é do prefeito da cidade,  que resolveu despejar os vereadores do prédio onde funciona a Câmara: em cima das instalações da prefeitura de Jerônimo Monteiro.

Um ofício assinado pelo prefeito Sérgio Farias Fonseca e protocolado na Câmara na última sexta-feira,  16, ordena a desocupação do prédio em 30 dias. 

A alegação é de que a Prefeitura paga aluguel para abrigar secretarias e, com a retomada do imóvel,  vai economizar com as locações e deixar a população mais próxima da administração. 

O presidente da Câmara de Vereadores de Jerônimo Monteiro,  Wagner Ribeiro Masioli, disse que vai acionar o Ministério Público para pedir mais tempo para cumprir o despejo, já que a Casa de Leis não tem orçamento para alugar um novo prédio. 

"Fomos pegos de surpresa por essa determinação do prefeito.  Desentendimento político não pode ser usado para prejudicar o povo, que vai ficar sem representatividade caso a Câmara seja desocupada", afirmou. 

Ouvido pela reportagem do Portal Rede de Notícias,  o ex-vereador Mitter Mayer disse que o pedido de reintegração da sede da Câmara é uma represália do prefeito após as sucessivas denúncias apresentadas contra o gestor municipal. 

"Há condenação do prefeito até por furto de energia. São vários ilícitos cometidos que eu venho denunciando, inclusive usando a Tribuna Livre da Câmara.  Logo após isso o prefeito apresentou o ofício pedindo o prédio da Câmara,  afirma.

Nesta segunda-feira,  19, haverá sessão ordinária na Câmara e o caso deve ser debatido entre os parlamentares,  que podem decidir pela instalação de uma CPI para investigar o prefeito. 

Presidente da Câmara de Vereadores foi pego de surpresa por decisão do prefeito de Jerônimo Monteiro 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
21h00 Nascer do sol
21h00 Pôr do sol
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Qui ° °
Atualizado às 21h00
Economia
Dólar
R$ 5,20 +0,00%
Euro
R$ 5,55 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 351,020,00 -1,15%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%