Sábado, 20 de Abril de 2024
°C °C

Comunista, Neto Barros se filia a partido bolsonarista e evangélico

Na disputa pela prefeitura de Baixo Guandu, Barros fala em "ressignificação de vida" para justificar aproximação de campo ideológico oposto a sua formação

23/02/2024 às 19h06 Atualizada em 23/02/2024 às 20h38
Por: Redação
Compartilhe:
Foto Divulgação - Neto Barros quer disputar a prefeitura de Baixo Guandu, mas desta vez pela direita
Foto Divulgação - Neto Barros quer disputar a prefeitura de Baixo Guandu, mas desta vez pela direita

Numa guinada surpreendente, o ex-prefeito de Baixo Guandu, ex-deputado, ex-vereador e hoje subsecretário de Estado,  Neto Barros, deixou o Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e filiou-se ao Republicanos, partido de direita e evangélico.

Atual subsecretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Barros vai concorrer à Prefeitura de Baixo Guandu e pode se tornar prefeito da cidade pela terceira vez. 

Nossa reportagem conversou com Neto Barros por telefone. 

Segundo ele, "o momento é de ressignificação de vida, buscando a sobrevivência no campo político".

Em bom Português,  Neto Barros busca abrigo numa legenda mais robusta,  cheia de recurso partidário, com milhares de fiéis nos templos evangélicos e que tem o prefeito da capital como um de seus líderes. 

Assina a ficha de filiação de Neto Barros o presidente do Republicanos,  o ex-presidente da Assembleia Legislativa,  Erick Musso.

Neto Barros, que também passou pelo PDT de Sergio Vidigal, disse que conversou com o governador Renato Casagrande (PSB) sobre a guinada à ala mais à direita. Casagrande teria sido simpático à mudança. 

Na prática,  Neto Barros sabe que sempre é difícil enfrentar o seu desafeto e atual prefeito de Baixo Guandu,  Lastênio Cardoso que, mesmo com péssima aprovação da população, tem a máquina na mão. 

Indo para o Republicanos,  Barros se aproxima de lideranças e autoridades com as quais nunca manteve relações,  até mesmo pelo estigma do carimbo "Comunista" que o próprio Neto diz terem colocado em suas costas. 

Neto Barros faz uma oposição consistente a candidatura de reeleição do atual prefeito, Lastênio Cardoso (Solidariedade), de quem vem sendo um crítico contumaz de sua administração na gestão municipal.

Neto Barros tem 48 anos, é advogado, já exerceu mandatos de vereador, deputado estadual e prefeito da cidade de Baixo Guandu por duas oportunidades.

Foi Ouvidor Geral, secretário de Assistência Social e secretário de Controle Interno da Prefeitura de Vila Velha. Também exerceu o cargo de coordenador de governo da Prefeitura da Serra.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Rosete Eugênia Bergamo Gomes y Gomes Há 2 meses Itaguaçu ESCada coisa pelo poder...
Mostrar mais comentários
Sem foto
Sobre o município
Ver notícias
°

Mín. ° Máx. °

° Sensação
km/h Vento
% Umidade
% (mm) Chance de chuva
21h00 Nascer do sol
21h00 Pôr do sol
Dom ° °
Seg ° °
Ter ° °
Qua ° °
Qui ° °
Atualizado às 21h00
Economia
Dólar
R$ 5,20 +0,00%
Euro
R$ 5,55 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,55%
Bitcoin
R$ 349,921,61 -1,45%
Ibovespa
125,124,30 pts 0.75%