Sexta, 24 de Maio de 2024
°C °C

Cães flagram mulher com 4 kg de cocaína no aeroporto de Vitória

Mulher de 22 anos é de Colatina e vinha de Mato Grosso

14/05/2024 às 09h05 Atualizada em 14/05/2024 às 09h16
Por: Redação
Compartilhe:
Foto Polícia Federal - A droga estava escondida nas pernas da passageira
Foto Polícia Federal - A droga estava escondida nas pernas da passageira

Uma mulher de 22 anos, natural de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, foi presa em flagrante na noite desta segunda-feira, 13, no aeroporto de Vitória, quando desembarcava de voo doméstico, por volta das 19h30.

Ela foi flagrada com aproximadamente 4 Kg de cocaína amarrada ao corpo de forma oculta debaixo da roupa.

A mulher foi surpreendida durante fiscalização de rotina realizada pela Polícia Federal com os cães farejadores WOLF e KIRA, visando combater o tráfico interestadual de drogas. A passageira demonstrou bastante nervosismo e logo foi descoberta pelos cães que localizaram a droga apreendida nas pernas da criminosa.

A passageira tentou despistar os policiais utilizando roupas largas e um vestido bem comprido a fim de disfarçar o volume da mercadoria que estava presa ao corpo com auxílio de fitas adesivas.

As “mulas” – termo que se refere ao indivíduo que transporta droga em seu corpo – comumente utilizam dos mais variados meios para diminuir as suspeitas do cometimento do crime.

De acordo com o bilhete aéreo, ela teria embarcado na manhã de segunda-feira (13/05) em Cuiabá/MT com destino a Vitória/ES. Destaca-se que o estado mato-grossense faz fronteira com a Bolívia, país conhecido pela grande produção da droga apreendida (cocaína).

A mulher foi presa em estado flagrancial e conduzida para a Superintendência da Polícia Federal em Vila Velha/ES. Em depoimento, colhido durante a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante, a mulher confessou não ser a primeira vez que viaja para transportar drogas do Mato Grosso para o Espírito Santo, sempre valendo-se do mesmo modus operandi, prendendo a droga junto ao corpo.

A droga foi apreendida e as investigações continuam a fim de identificar eventuais coautores do delito. A mulher responderá por Tráfico de Drogas (Art. 33 da Lei 11.343/2006), com causa de aumento em razão da interestadualidade do delito (Art. 40, V da Lei 11.343/2006) e poderá ser condenada em até 25 anos de cadeia. Foi encaminhada ao Sistema Prisional onde seguirá à disposição da SEJUS e da justiça).

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários