Sábado, 15 de Junho de 2024
°C °C

Estrutura de ponte é condenada pelo Crea-ES em Colatina

Vistoria indica grave risco para integridade física de trabalhadores e usuários da via.

04/06/2024 às 09h18 Atualizada em 04/06/2024 às 09h36
Por: Redação
Compartilhe:
Foto Assessoria - Ponte traz riscos aos usuários da via
Foto Assessoria - Ponte traz riscos aos usuários da via

A ponte Agostinho Galdino, localizada no bairro Pedro Vitali, em Colatina,  está com sua estrutura comprometida,  levando sérios riscos à população.

Esse é o resumo de um ofício do  Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) enviado ao Corpo de Bombeiros, à Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil do Espírito Santo e à Prefeitura de Colatina 

O documento recomenda às autoridades intervenções na Ponte Agostinho Galdino, com determinação, expressa pelo presidente do Crea-ES, engenheiro Jorge Silva, respaldada pelos resultados obtidos nas vistorias técnica e fiscal realizadas na região, no dia 21 de maio.

“Após análise multidisciplinar do conjunto de informações coletadas durante a inspeção, bem como os levantamentos de documentos realizados por nossas equipes, constatamos evidências de que há grave e iminente risco na obra de engenharia que está sendo executada na ponte Agostinho Galdino”, alertou o presidente. 

A ação do Crea-ES foi demandada por denúncias e demandas de moradores, profissionais e órgãos públicos. O objetivo da ação e orientação do Conselho é mitigar os riscos para trabalhadores, transeuntes e moradores do local. Entre as recomendações emitidas pela instituição, há a orientação de realizar, por meio de empresas e ou profissionais especializados e legalmente habilitados, análise e laudo conclusivo do projeto e da execução da obra. 

De acordo com as apurações das equipes do Conselho, existem indícios e evidências de anomalias na estrutura metálica. Sugere-se, também, que observem, de maneira especial, os parafusos e perfis de aço, bem como manifestações patológicas de corrosão na estrutura metálica, localizada abaixo do tabuleiro da ponte, podendo colocar em risco os profissionais que estão trabalhando no local, usuários e pedestres que circulem próximo à região.

As equipes do Crea-ES também recomendam a necessidade de isolamento da área e restrição de acesso ao local até que um laudo, que comprove a estabilidade da estrutura, seja apresentado. O Conselho se colocou à disposição das autoridades para prestar os esclarecimentos necessários.lcessários.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários