Sexta, 24 de Maio de 2024
°C °C

Apps bloqueiam motorista que debochou de cadáver após atropelamento proposital

Plataformas dizem que homem não fazia viagens na hora da morte intencional

02/05/2023 às 12h51 Atualizada em 02/05/2023 às 13h41
Por: Redação
Compartilhe:
Menos um para fazer o L, teria dito assassino confesso de suposto ladrão, em Sampa.
Menos um para fazer o L, teria dito assassino confesso de suposto ladrão, em Sampa.

As plataformas de transporte de passageiros 99 e Uber emitiram nota afirmando que baniram o cadastro do motorista Christopher Rodrigues, de 27 anos, pdepois dele matar um homem de 21 anos e publicar vídeos debochando do morto nas redes sociais.

O caso aconteceu no dia 25 de abril, no Viaduto Júlio Mesquita Filho, na cidade de São Paulo.

Por meio de nota, a Uber informou que "o motorista teve sua conta desativada da plataforma após o episódio. Pelas informações apresentadas até o momento, ele não estava realizando viagens no momento do incidente. A empresa permanece à disposição dos órgãos de segurança para colaborar com as investigações, na forma da lei".

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários